SOBRE

“Se você tivesse uma passagem grátis para qualquer país do mundo,
aonde você iria?”

White Temple - Chiang Rai (Tailândia)

E aí, já escolheu?

Deixa eu adivinhar… é a França, a Itália, a Espanha? Algum outro país europeu? 
Talvez os EUA? Alguma praia caribenha?
Ah sim, a Austrália… deve ser bem legal, e nem digo a Nova Zelândia… 
Ou quem sabe sua preferência esteja na Ásia!

Quer saber? Minha resposta a essa pergunta, já desde adolescente, sempre foi “O BRASIL”.

Não me pergunte o porquê.

Talvez fossem as reportagens que eu via do Carnaval na TV espanhola.
Ou as músicas maravilhosas que o país exportou ao mundo.
Ou a fama de povo alegre, simpático e acolhedor dos brasileiros e as brasileiras.

Ou talvez fosse a vontade de conhecer a sua natureza exuberante e enormemente variada o que tanto me atraia.

A questão é que, em 2013, e depois de algumas (não muitas) experiências no estrangeiro, chegou a minha oportunidade: a empresa para a qual eu trabalhava na Espanha me ofereceu (ou resolveu me dar, depois de bastante tempo enchendo meu chefe 😀 ) um projeto de “pelo menos um ano” em São Paulo.

Esse ano acabou virando quase seis.

Mas quem sou eu?

Você só viaja! - Sobre

Olá! Meu nome é Daniel, e sou de Barcelona. Sou formado em Matemática e Economia, torço para um time da segunda divisão espanhola, jogo badminton, e sou péssimo dançando.

Mas não me considero uma pessoa muito interessante, aí acho melhor focar no realmente importante: sou alguém com uma grande paixão por viajar, desbravar novos lugares, conhecer culturas diferentes, interagir com os povos locais, e descobrir pessoas, elas sim, interessantes ou com boas histórias de vida para contar.

E tudo isso (e muito mais) eu pude fazê-lo no Brasil.

Ao longo destes quase 6 anos, fui explorando aos poucos a geografia do país, aproveitando férias, feriadões, finais de semana, etc. Qualquer desculpa era boa para viajar e conhecer um novo lugar, ter uma nova experiência, iniciar uma nova aventura.

Sim, também visitei outros países da América do Sul (inclusive da África) durante esse tempo, porém meu foco sempre esteve no “Brasa”.

E foi assim, viagem a viagem, estado a estado, que acabei passando nas 27 UF’s deste país de beleza indescritível:

  • Percorri as praias quilométricas do Nordeste, com o mochilão nas costas, da Bahia ao Maranhão
  • Explorei o Norte visitando a Amazônia e o Jalapão, subindo o Monte Roraima, ou curtindo o “Caribe brasileiro
  • Conheci o Natal Luz de Gramado, a Oktoberfest de Blumenau e a farra de Floripa na região Sul
  • Desconectei do estresse do dia a dia na natureza selvagem do Pantanal e de Bonito, no Centro-Oeste
  • Vivi o agito das principais urbes do Sudeste, aproveitando as suas praias, cachoeiras e cidades históricas para relaxar

E também:

  • Curti os carnavais de Diamantina, Rio, Salvador, e Recife/Olinda
  • Completei o “Poker de Chapadas” (Diamantina, Veadeiros, Guimarães, Mesas)
  • Pulei de paraquedas em Boituva (SP), de asa-delta no RJ e de parapente em Canoa Quebrada (CE)
  • Desfrutei o “maior São João do mundo” em Campina Grande (PB)
  • Mergulhei nos fascinantes arquipélagos de Abrolhos (BA) e Fernando de Noronha (PE)

(Se quiser saber todos os lugares que já visitei no Brasil, dá uma olhada no meu CV Viageiro!)

Daí que meus amigos e colegas de trabalho começassem a me dizer, uma e outra vez, a mesma frase:
“Nossa gringo… você só viaja!, que acabou inspirando o nome do blog 🙂

E por que eu resolvi fazer este blog?

Como vocês já devem ter adivinhado, sou um autêntico apaixonado pelo Brasil. Me encanto com cada canto do país e com cada pessoa que conheço no caminho.

E é por conta disso que fico triste de saber que uma grande parte dos brasileiros não conhece o seu país direito.

Sim, eu sei que as passagens estão caras. Que viajar para os EUA, a Austrália ou a Europa tem seu charme (para quem pode ir, claro!), e o custo não é muuuito maior.

Mas eu também percebi nesse tempo, que um dos principais motivos pelos quais muitas pessoas não viajaram para mais lugares lindíssimos do próprio país é a falta de informações, a pouca divulgação que se faz de algumas “belezas ocultas” do Brasil.

Por exemplo:

  • Geral pensa em Manaus quando se trata de visitar a Amazônia. Mas poucas pessoas sabem que no Acre, no Amapá ou na Roraima tem Parques Nacionais emblemáticos do bioma, que vale muito a pena visitar
  • Todo mundo conhece algumas praias maravilhosas do Nordeste como Porto de Galinhas, Pipa ou Jericoacoara. Mas e agora: quem já foi nas praias do Piauí, no litoral sul da Paraíba, ou na Península do Maraú?
  • Fora os paranaenses, quem já ouviu falar da paradisíaca Ilha do Mel?
  • Sabia que o turismo no Maranhão não se limita apenas aos Lençóis? Confere aí o Delta do Parnaíba ou a Chapada das Mesas, por exemplo.

E assim poderíamos continuar.

Então, o que você vai encontrar neste blog?

Não que eu vá descobrir agora TUDO que o Brasil tem de bom a oferecer (óbvio que, infelizmente, também faltou muitos lugares para eu conhecer!), porém queria sim contribuir com a minha experiência de viagem para aproximar alguns desses destinos ao público brasileiro.

Aportar mi granito de arena”, como a gente fala em espanhol 🙂

Aí, irei falar sobre destinos específicos, como chegar neles, o que fazer / o que ver, etc.; vulgo “Dicas de Viagem”.
Isso você encontra na seção BRASIL (subdividida em regiões e por estados).

Também, aproveitando, queria utilizar este blog como “Diário de viagens”, onde eu possa consultar e relembrar do dia a dia (e quem sabe um dia, mostrar pros netos kk) das minhas aventuras viageiras. Se estiver curioso ou, inclusive, quiser ver os diferentes roteiros que eu fiz para pegar ideias para futuras viagens, é só entrar na seção RELATOS.

E é isso aí!

Se você chegou até aqui, parabéns pela paciência e obrigado pela atenção!

Sobrou alguma dúvida? Pode me perguntar o que quiser usando a minha página de CONTATO.

Você quer que eu monte o seu roteiro para algum destino específico? É só entrar aqui que eu te dou mais informações 🙂

Boas viagens!!